Página Principal
Ajuda
Músicas
Dicas
Entre em contato conosco...

logo_direita1.jpg (553 bytes)

noticias_fio.jpg (720 bytes)

Testes Comparativos


VEJA TAMBÉM: Análise do MP3pro, o novo mp3!

Antes de mais nada, vale lembrar que costumamos dividir os internautas em nossos testes em 3 tipos :

- Os perfeccionistas, que fazem valer o seu aparelho de som com CD-Player, que gostam de "sentir" a música e pensam que no futuro todos terão um gravador de CD's e excelentes aparelhos de som.

- Os que dizem : "Está quase igual ao CD" e são indiferentes a pequenos detalhes que podem fazer a diferença...

- Os que escutam as músicas só no computador, em caixas de som de kit multimidia e que fazem qualquer negócio para economizar míseros bytes (tão baratos hoje em dia) em troca de qualidade. Se você se encaixa aqui, pare de ler está página e aprenda mais sobre Real Audio.

A cada dia novas tecnologias tentam desbancar o mp3. Até agora nenhuma conseguiu supera-lo na relação qualidade / tamanho. Apresentamos a seguir um teste comparativo entre as tecnologias MP3 (e seus diversos codecs) e WMA (Microsoft Audio Codec). O teste, embora não seja completo (precisaríamos de analisadores de espectro e softwares avançados) apenas confirmam o que outros sites já publicaram. Veja o procedimento :

Através do Cool Edit foi gerado uma onda estéreo, 44kHz, 16-bit e gravada como WAV PCM (wave padrão), senoidal, variando no canal esquerdo de 0Hz à 22kHz e no canal direito de 22kHz à 0Hz. Este arquivo foi codificado pelos seguintes encoders :

- Microsoft Media Encoder (versão mais recente)
- Audioactive Production Studio 1.0 (com codec Fraunhofer Professional)
- Audiocatalyst 2.0 (com o code da Xing )

Procuramos ser imparciais. Contra fatos não há argumentos. ;-) Assim que surgir uma tecnologia com qualidade de som melhor e menor que o mp3, seremos os primeiros a lhes informar. ;-)

Todos os arquivos foram reconvertidos para wave com o WinAMP, inclusive a wave original, para esta também passar por todos os "algorítmos" que os outros passaram. Veja o quadro abaixo em relação aos tamanho e tempo de codificação.

  Tamanho (em kb) Tempo Taxa Compac.
Arquivo WAV original 3.790 - 1 :1
WMA em 64 kb/s 178 Normal 21.3 :1
WMA em 128 kb/s 350 Normal 10.8 :1
WMA em 160 kb/s 436 Normal 8.7 :1
Fraunhofer HQ em 128 kb/s 344 Lento 11 :1
Fraunhofer HQ em 160 kb/s 431 Lento 8.8 :1
Xing Joint Stereo em 128 kb/s 345 Rapido 11 :1
Xing Joint Stereo em 160 kb/s 431 Rapido 8.8 :1
Xing Variable Bit Rate HQ 102 Rapido 37.15 :1 *

* A taxa de compactação do VBR não é constante, varia conforme a complexidade do arquivo original, o que não é o nosso caso.

Veja a seguir os gráficos e as conclusões :

Arquivo WAV original :

senoide 0 to 20.gif (6725 bytes)

Note que as duas barras, representando os dois canais de audio, são "lisas" e constantes. Devido ao tamanho reduzido da tela, não é possível ver a forma de onda. A barra superior inicia em 0Hz e vai até 22kHz (22 segundos, conforme a escala) A inferior é o oposto.

Codec Fraunhofer em 128kb/s em High Quality

senoide fraunhofer_128_HQ.gif (7047 bytes)

Note uma pequena distorção a partir dos 19,5kHz e um corte bruto nas frequências acima de 20kHz, que nosso ouvido não percebe. No mais, o arquivo permanece fiel ao original.

Codec Fraunhofer em 160kb/s em High Quality

senoide fraunhofer_160_HQ.gif (7007 bytes)

Praticamente idêntico ao anterior. A diferença mesmo só é percebida em testes mais complexos, que vamos apresentar posteriormente.

Codec Xing em 128kb/s em Joint Stereo

senoide_xing_128.gif (8620 bytes)

Note que as distorções iniciam-se na faixa dos 15,5kHz e acentuam-se a partir de 16kHz. A corte total inicia-se a partir 19,8kHz.

Codec Xing em 160kb/s em Joint Stereo

senoide_xing_160.gif (11549 bytes)

Quase igual ao de 128kb/s, porém nota-se que as distorções a partir de 16kHz diminuem.

Codec Microsoft (WMA) em 64 kb/s

senoide_wma_64.gif (9687 bytes)

Note-se uma distorção em toda a faixa de frequencia e um corte abrupto em 20kHz.

IMPORTANTE : Tem corrido na internet (só no Brasil) uma história de que esse "serrilhado" no gráfico do WMA não é distorção, que são "incrementos" que a Microsoft deu a seu formato. Qualquer coisa que não pertença ao som original é distorção ! Qualquer pessoa com o mínimo de experiência com audio digital sabe disso. Pergunte a um profissinal (como a Central MP3 perguntou) sobre o assunto e a resposta será unânime...

Codec Microsoft (WMA) em 128 kb/s

senoide_wma_128.gif (9816 bytes)

Mesmo aumentando-se a qualidade (taxa de transmissão) as distorções permanecem, porém um pouco menos densas mas plenamente visíveis (e audíveis também).

Codec Microsoft (WMA) em 160 kb/s

senoide_wma_160.gif (9811 bytes)

Aumentando-se ainda mais a qualidade (taxa de transmissão) as distorções permanecem. Isto não é qualidade de CD. ;-)

Conclusões :

Além deste teste, criamos diversos arquivos wave com músicas, de eruditas (ricas em graves e agudos) a rock'n'roll (da-lhe distorção...) e em todas o mp3 saiu-se na frente. O WMA apresenta, em certas músicas, distorções grosseiras. Um exemplo : na Money for Nothing, do Dire Straits, na introdução há várias viradas de bateria. O WMA distorceu todas, enquanto o MP3 a deixou intacta. Testes com barulhos tipo "agua correndo" também mostraram a superioridade do mp3, pois o wma embaralha o som. Em breve iremos colocar os arquivos aqui para você notar a diferença.

Vale salientar que o WMA supera o MP3 em arquivos de baixa qualidade, tipo qualidade de rádio ou telefone. Isto é facilmente percebido em qualquer aparelho de som. Quando a qualidade da música aumenta (passa dos 98kHz do mp3) o mp3 leva vantagem, por isso, quem quer qualidade usa mp3, quem quer economizar bytes e deixar a qualidade de lado, usa o WMA. A escolha é sua.

Quanto aos codecs de MP3, novamente o Fraunhofer, apesar de muito mais lento, ganhou do codec da Xing. Mesmo que graficamente seja fácil perceber, esta diferença é muito sutil e só em aparelhos de som profissional é possível perceber. Em sons contínuos (um violino tocando uma nota só, por exemplo), o codec da Xing coloca sinais de audio que não existem na gravação, porém, são quase imperceptíveis.

O que nós, da Central Mp3, usamos para codificar nossas músicas :

1o.) MP3 com o Codec da Fraunhofer em 160 kb/s ou 128kb/s
2o.) MP3 com o codex da Xing usando VBR High End.
3o.) WMA para arquivos de baixa qualidade (uma conversa, por exemplo).

Se você discorda ou tem algo a acrescentar, entre em contato conosco !

Por Fabio Bruza
webmaster - Central MP3



copyright © 1998-1999 by Central MP3